Mudanças na licença maternidade

 

Os médicos afirmam que é muito importante a relação da mãe com a criança nos seus primeiros meses de vida. Isto desenvolve o sistema nervoso do bebê, já que o contato corporal entre os dois é causa de estímulos na criança. Estímulos que ou acontecem nesta idade ou não acontecem mais. Nestes meses acontecem muitas transformações físicas e emocionais. Além do mais, a recente mãe quer poder desfrutar de seu filho em seu primeiro ano de vida. Por estes motivos, a nova lei que estende a licença maternidade de 4 para 6 meses é uma importante conquista para as mulheres. Ela entrou em vigor neste dia 25 de janeiro. Porém, nem todas as gestantes vão poder gozar desse beneficio. Para que possam passar dois meses a mais com seus filhos, elas têm que trabalhar em uma empresa que queira dar ao funcionário uma licença maternidade mais longa e deste modo cadastrar-se na receita federal.

Mas só podem aderir a essa nova lei as grandes empresas, que juntas empregam quase metade das mulheres brasileiras. A empresa não sairá perdendo, pois o patrão poderá abater o gasto que teve a mais no imposto de renda. Assim, a licença de seis meses é uma vantagem tanto para a empresa, quanto para a gestante que poderá passar mais tempo com seu filho. O cadastro é facultativo, ou seja, a empresa não é obrigada a aderi-lo. Caso a empresa estiver cadastrada, a funcionária tem que solicitar este beneficio até 30 dias depois do nascimento da criança. Outro importante fator da nova lei é relativo à adoção. Quem adotar uma criança também tem direito a desfrutar dessa vantagem, porém o tempo da licença vai variar conforme a idade da criança. Isto representa um incentivo a mais para a adoção no Brasil, o que é de suma importância para a sociedade. Porém, a mãe que estiver desfrutando da licença não poderá colocar a criança na creche até que termine o prazo de seis meses. Nada mais justo, já que este tempo é para a mãe passar com a criança e não para o bebê estar sendo cuidado por outra pessoa.

GD Star Rating
loading...
Tweet

Comentar
Tweetar
Share on Tumblr


     

Tags: , ,

Mais informações por email

Deixe uma resposta