Medidas para aumentar o Q.I.


 

O Quociente de Inteligência (Q.I.) é uma medida feita a partir de testes de inteligência. Comparando-se entre si os resultados obtidos no teste por determinada população com certa faixa de idade é possível averiguar qual é a média desse grupo e assim estabelecer um parâmetro para que a pessoa veja se está acima ou abaixo dela. Faça um teste de Q.I. e compare com a média para saber o seu grau de inteligência.

Não há nada comprovado cientificamente que ajude na melhora do índice, mas especulam-se algumas alternativas para se obter melhora na capacidade cerebral. Existe quem diga que ingerir café estimula o cérebro e faz com que se pense mais. Porém é preciso tomá-lo com moderação, pois ele contém substâncias que são prejudiciais ao organismo se ingeridas em excesso. Outra dica é escutar música clássica, principalmente as do compositor Mozart. É possível que este tipo de som ajude a desenvolver a capacidade de raciocínio. Embora não seja provado, este argumento tem embasamento cientifico. Algumas mães chegam a colocar um fone de ouvido tocando obras de Mozart em sua barriga, mas isso é uma medida nula. Exercitar o cérebro talvez seja a melhor maneira de conseguir este aumento. Há várias situações no dia a dia em que podemos fazer ações simples que exercitam a massa cinzenta. Por exemplo, fazer o uso da mão esquerda ao escovar o dente ou ao abrir uma maçaneta. Tomar banho de olha fechado também aumenta a capacidade cerebral. Certamente a leitura é uma das melhores formas de aumentar o Q.I., pois exercita a imaginação enquanto traz novas informações e situações.

Conheça o seu nível de inteligência conforme sua pontuação no teste de Q.I.:

• QI acima de 140: Genialidade
• 121 – 140: Inteligência muito acima da média
• 110 – 120: Inteligência acima da média
• 90 – 109: Inteligência normal (ou média)
• 80 – 89: Embotamento
• 70 – 79: Limítrofe
• 50 – 69: Cretino

GD Star Rating
loading...
Medidas para aumentar o Q.I., 5.0 out of 5 based on 3 ratings
Tweet

Comentar
Tweetar
Share on Tumblr



 



Tags: ,

Mais informações por email

Deixe uma resposta

  1. Acho interessante esses testes e necessários tbm. Tenho 53 anos, nunca me achei inteligente, aliás sempre justifiquei como(não tenho memória)entende? E nesses últimos anos até esqueço com facilidade de nomes por exemplo, mas não nomes de pessoas que me relaciono, nomes de pessoas que eu vejo num noticiario por exemplo, sabe aquele; tá na ponta da língua, mas não vem….
    Obrigada.


    cleide garcia
    25/09/10 às 4:19 am