Harry Potter e a Pedra Filosofal

Este é o primeiro livro e filme da saga de J. K. Rowling. É o início de tudo, onde ainda mostra Harry Potter ficando orfão porque seus pais foram assassinados e indo morar na casa de seus tios, Dursley. O começo do filme mostra um céu diferente, pois não param de voar aves que são as corujas que estão levando a notícia de que o Lord das Trevas, Valdemort teve queda. Potter, naquela noite seria deixado na porta de seus tios, e um gato preto que é na verdade Minerva McGonagall uma professora da escola de magia e bruxaria Hogwarts fica na observação para ver se o bebê será bem tratado na casa. Dez anos se passam e Harry Potter nunca foi tratado como deveria na casa de seus tios, e ainda não sabe que seus pais moreram por um ataque do Lord das Trevas. E é em seu aniversário de onze anos que recebe a carta de Hogwarts. O seu tio a queima, porém milhões destas cartas aparecem em um domingo. Porém nem com isso conseguiram permitir que Harry não soubesse a verdade. Hagrid que é o guardião da escola procura Harry e conta toda a verdade.

Com tudo isso segue para a escola em seu primeiro ano de aula. Lá conheceu Herminone e Rony que ficam com ele até o final da saga. Passa também a jogar no time de Quadribol no time da Grifinória que é onde se torna o apanhador do século. O terceiro andar da escola é proibido o trio se perde chegando até este andar, onde descobrem um cão muito grande e com três cabeças. Descobrem que é neste lugar que está guardada a pedra filosofal, que quem a ter consegue a vida imortal. Com o tempo eles percebem que Snape (o professor de poções) está tentando roubar a pedra e decidem passar por todos os perigos para que isso não aconteça, passando assim pelo cão, uma planta mortífera, o visgo do diabo, pegar uma vassoura para pegar uma chave, porém são centenas de chaves, um jogo de xadrez bruxo que é da maneira deles e o desafio final.

Mais sobre Harry Potter e a Pedra Filosofal

Harry passa para o desafio final, e Hermione fica para ajudar Rony que está inconsciente. Não era Snape quem queria a pedra, mas sim o professor de Defesa Contra as Artes das Trevas que era Quirrell. Harry mais uma vez consegue vencer o desafio e o professor morre, fazendo com que Valdemort tenha que fugir mais uma vez. O trio volta para a escola e a pedra e destruída por Nicolau Flamel e Dumbledore.

10/07/09 por Fabiano

   

Mais informações por email

Comentar